terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Hérnia de disco - a história até aqui

Revi meus posts desde quando comecei a sentir dor (e criei um tag - hérnia de disco). Estou nessa desde Novembro de 2009...

Esse bloguinho eu conto não só as histórias da Jade, mas tb pequenas coisas do meu dia-a-dia. E como a hérnia surgiu durante a gravidez, vou relatar tudo aqui também, ok?

Vou repassar até aqui o que vivi com essas dores na lombar.
Venho tendo uma dor na região lombar desde o 7º mês de gravidez.
Mas só fui procurar um ortopedista quando o maridão foi ver o joelho que estava (e ainda está...) doendo. O cara simplesmente me disse que era cãibras (ou caimbras como queira... rs) e que era pra eu comer banana e chupar laranja (tava mais praquela música da Xuxa... " eu vou comer, comer, comer, laranjas e bananas...").
Ok, para mim era da posição da pequena, comprimindo uma veia ou sei lá o que, que deixava a perna esquerda dormente, com fisgadas e uma dor na lombar...
E daí que ela nasceu e o troço não passou???

Como ela era novinha demais, fui deixando... deixando... até que ela fez uns 2-3 meses (pra ter certeza vou ter que ver nos registros rs) e fui em outro ortopedista bundão perto de casa.
Ele me disse que era lombociatalgia e que eu deveria fazer 10 sessões de fisioterapia, nas pernas.
Fiz as tais 10 fisioterapias, voltei nele e me deu mais dez... Detalhe: ele era dono da clínica de fisio...
Mas me revoltei e marquei outra consulta e perguntei para ele se ele não iria marcar um exame (nem raios-x ele tinha pedido!) pois lombociatalgia era causa, eu queria saber o efeito, o que estava causando isso. Ele falou que era a minha postura e meu peso. Ah, fiquei P. da vida.
Fui em outro ortopedista (pai do primeiro...) e ele me passou raios-x, constatou que minha vértebra S-1 é lomborizada (está no lugar errado...) e me passou uma ressonância magnética.
O resultado: hérnia de disco L5-S1. Ele disse que era caso cirúrgico e que eu deveria procurar eu neurocirurgião.

Fui no neurologista de meu tio, perto de casa mesmo, e ele disse que possivelmente era cirúrgico sim, pois minha perna esquerda já estava com os reflexos amortecidos, mas eu não operava. Pedi pra ele tentarmos mais algumas sessões de fisioterapia (agora na lombar, eu estava fazendo na perna...), RPG, etc
Resolvi ir num médico de um centro ortopédico da Barra (se alguém quiser indicação... mas praticamente já dei o nome! rs) e pedi para marcarem com um especialista de coluna. Agendei minha consulta com o Dr Flávio Cavallari, que é neurocirurgião!
A Jade estava com 5 meses, eu cheguei chorando no consultório porque não aguentava mais de dor. Amamentar estava sendo um martírio e a Jade estava sentindo isso. Tanto que ela engordou pouco nessa época. Ficamos entre a cirurgia e um bloqueio epidural (infiltração de corticóides e morfina diretamente na coluna). Preferi fazer o bloqueio, pois ficaria apenas 1 dia fora de casa e não precisaria parar de amamentar.
Sim, eu "curti" a dor sem remédios, só um aqui e outro acolá, pois estava amamentando a pequena... A gente faz pequenos sacrifícios em benefício da cria...
Fiz o bloqueio, e acabou que tive que dormir no hospital, pois a morfina atrapalhou minha bexiga e eu só poderia ir embora quando urinasse sozinha...
A dor diminui MUITO.
Fiz mais fisioterapia, e a dor até que amenizou.
O Dr Flávio pediu para voltar no consultório em 6 meses para vermos como ficamos.
Fiz um total de 50 ou 60 fisioterapias, 20 sessões de RPG, 10 de acupuntura, reza brava...

Voltei em Janeiro de 2011 (14 meses de dores...) e não tem jeito. Teremos que partir para a faca. Eu tenho duas opções, fazer uma cirurgia planejada, toda acertada ou esperar uma crise. Provavelmente não estou com tanta dor, pois o remédio ainda está fazendo efeito... Do jeito que eu gosto das coisas acertadinhas, prefiro deixar tudo agendado e já está marcada.
Meu marido ficou com a pulga atrás da orelha e me fez ir em outro médico.
Fui em um ortopedista fisiatra que tem uma clínica de reabilitação. Já fui pensando que ele iria sugerir fazer mais 500 fisios e pensando em quais argumentos e questionamentos eu faria.
Contei toda a história e ele foi enfático: não tem cheio é faca na caveira, digo, na Camila.
Agora estou eu, fazendo os exames pré-operatórios (Raios-x de tórax, exames de sangue), tenho que marcar um cardiologista, para dia 10 de fevereiro entrar na faca.
A cirurgia consistirá em basicamente tirar a hérnia e colocar 4 parafusos nessas vértebras para estabiliza-las. Não vou fazer artrodese (que é estabilização fixa, mas vc passa a pressão para os discos logo acima e abaixo, podendo criar uma nova hérnia daqui a 10 anos e ter que operar de novo). Vamos fazer o que ele chamou de "estabilização dinâmica", onde os parafusos têm cabeça móvel. Só não sei qual sistema que ele vai usar, se "cosmic", se "dynesis", sei lá. Não perguntei pois não havia pesquisado (Google é uma desgraça, não é mesmo?). Sei que quero acabar logo com essa dor!
Sei que vou ter que passar por mais um tempo de reabilitação, hidroterapia, musculação, mas se for pra dar um ponto final nisso, que seja feita a vontade de Deus!

Dia 10/fevereiro/2011, peço, rezem por mim...

Um comentário:

  1. Amiga, dia 10/02 será um marco na sua vida, o dia que você vai se livrar dessa dor horrível. Vou rezar por você e pra dar tudo certo. Beijos!!!!

    ResponderExcluir