sábado, 16 de março de 2013

Orlando - Planejando uma viagem dos sonhos

Olá!
http://lancasterchamber.wordpress.com/
Hoje resolvi compartilhar algumas dicas sobre a viagem que fizemos para Orlando na Flórida.
Já fui somente com o meu esposo e foi muito divertido, e agora sabemos que indo com uma criança pequena o foco é totalmente diferente, sem as correrias para pegar fastpass e os melhores lugares dos teatros, a primeira fila da montanha-russa. É uma viagem de sentar no brinquedo do Dumbo e sonhar e sonhar e arrancar sorrisos e gritinhos da pessoa que mais amamos no mundo.
Para uma viagem desse porte, afinal tem um custo elevado, tem que ter muito planejamento e economia! Economia porque é impossível não gastar dinheiro e planejamento porque sabemos que não é fácil viajar com criança pequena, que não come direito ainda, usa fraldas, etc. Planejamento pra mim é essencial, e quanto antes você decidir melhor, pois você ainda conseguirá encontrar aquelas tarifas espertas de passagens aéreas e hotel.

http://pt.dreamstime.com/
Antes de mais nada, todos devem ter passaportes válidos e vistos para os Estados Unidos também válido. Tirar os passaportes é relativamente fácil e você mesma pode fazer isso. Acesse o site da Polícia Federal, clique em requerer passaporte (para brasileiros), e leia atentamente as instruções. Você pode agendar a data de entrega dos documentos e de tirar a foto no posto mais perto de você, ou naquele que tem a melhor data para você. Ah! E não se esqueça de pagar a guia e levá-la consigo. Fique atento que a validade do passaporte varia com a idade da criança: menores de 1 ano tem validade de 1 ano, de 2 anos, a validade sobe para 2 anos, e assim vai até os 5 anos de idade, onde todos os passaportes emitidos terão validade de 5 anos.

Tirar o visto também não é nenhum bicho-papão. Acesse o site do consulado Norte-Americano, e leia atentamente o passo-a-passo, preencha os formulários com calma, pois são importantes. Nesse site você vai agendar a data e o local da entrevista  e nela leve toda a documentação. O pagamento da taxa é feito no Citibank, antes da entrevista, e tem um valor fixo. Se você for apenas para fazer turismo nos EUA, o visto será o B2. Geralmente a validade do mesmo é de 10 anos. Fica a dica: se os pais já têm visto, automaticamente seus filhos (menores de 15 anos) também terão! Clique aqui para saber mais. O importante é não ficar nervosa na entrevista =) (Essa regra mudou, dê uma googada para saber como está atualmente).

Com a documentação em ordem, você pode comprar pacotes de grupo em agências, que já apresentam aquele roteiro fechado com locomoção, refeições e ingressos já incluídos, ou pedir por lá um Fly 'n Drive, onde você compra as passsagens, hotel e aluga o carro e seu roteiro é por tua conta. Ou ainda você pode comprar cada coisa diretamente com o vendedor, ou seja, as passagens direto com a companhia aérea, etc. Avalie o que é melhor pra você, às vezes um lugar tem uma promoção mais atraente que o outro. Faça orçamentos, estude, sonhe, afinal a viagem começa com o planejamento dela. Também tem esses sites de compra coletiva. Eu sinceramente tenho o pé atrás com esse tipo de compra nestes sites, é algo muito dispendioso para ter dor de cabeça, prefiro ter com quem brigar frente a frente rs

Primeira  coisa que se deve planejar é quando! Pela questão da idade, sou suspeita, para mim, Disney não tem idade, se aproveita desde a gravidez (enxoval!! rs) até 80 anos de idade (carrinho motorizado tá aí pra isso!). Tem brinquedos para todas as idades! 

Do site Your First Visit
Se você já está decidida a ir, mas quer saber qual a melhor época do ano, aqui vai uma dica importante, acesse sites que avaliam a melhor época pra ir. Eu usei e recomendo o Your First Visit - 2012 weeks to visit. Ok, este link é para este ano, mas se você vasculhar, vai achar o de 2013, claro, quando o fizerem.
Na planilha ao lado, em inglês, retirada desse site, você pode avaliar qual o melhor semana para você visitar durante as suas férias.

Decidido quando ir, agora é ver como ir. Existem várias companhias aéreas fazendo o trajeto Brasil-Orlando. É só pesquisar que você vai encontrar a que se adequa a você (tempo de viagem, custo, números de conexões, lugares das conexões, classe da passagem, etc.). E ficar de olho nas promoções que sempre aparecem e nas milhas que você pode gastar. Com bebês e crianças, acredito que viajar em voo noturno seja a melhor opção, ainda mais se ela já dormir a noite toda.
Mas leve sempre com vocês papeis, giz, tocadores de DVD, algum brinquedo que seu filhote curta, para que ele tenha alguma distração a bordo, afinal não é mole driblar 8-12h de voo, não é mesmo? Não se esqueça de avisar à Cia Aérea que você deseja comida de criança (entre em contato via SAC das mesmas) e tente sempre comprar as poltronas mais pra frente possíveis, pois nem sempre é possível conseguir as poltronas da frente, que apesar de terem espaço para as pernas (mas a criança não pode dormir ali!!), geralmente os braços não levantam... Para avaliar qual melhor lugar para sentar, eu uso o site Seat Guru.
Você pode subir a bordo com o pó do leite que ele usa (na quantidade que vai usar), suquinhos de caixinha, papinhas prontas, desde que embaladas ainda na embalagem original. Você pode despachar comida pronta, leite e fralda também, se achar que seu filho vai estranhar os que existem lá. Lá tem o Ninho daqui (se chama Nido), a Pampers, o danoninho (Dan-o-nino)!! =)

http://www.orlandoshotels.net/
Ok, você está com as passagens na mão! E agora, onde ficar? Hotel é coisa que Orlando tem aos baldes, para todos os gostos e bolsos. Tem hotel de 39 dólares a diária a mais de 500 dólares. Tem hotel com cozinha, tem hotel só com microondas e frigobar, tem hotel que cobra wi-fi, tem hotel que recebe encomenda, em hotel com piscina, tem hotel na International Drive (onde rola o zumzumzum), tem hotel mais afastado,... Mas também tem casa para alugar, mas ai é você quem fará a limpeza, café da manhã,... Você pode avaliar junto aos demais viajantes o que é melhor para você. Uma dica é ver no Google Maps (ou Google Earth) a localização dos parques e dos hoteis. Para ajudar, disponibilizo aqui alguns lugares de Orlando (alguns hoteis, shoppings, hospitais, parques) que plotei no Google Earth. Para avaliar um bom hotel, não só para uma viagem para Orlando, mas para qualquer outro lugar, é sempre bom dar uma olhada no Trip Advisor, e ver as opiniões de pessoas que já ficaram hospedadas neles. Por lá, também dá para fazer uma cotação com vários grandes sites. E com crianças, também acho válido olhar sites de reclamações de Bed Bugs, para evitar surpresas desagradáveis na cama...

Hum, escolhido o hotel, agora é ver como você vai se locomover por lá. Em Orlando tem táxi, tem ônibus, mas eu prefiro alugar carro mesmo... Nos parques você paga o estacionamento (15 dólares por dia), mas nos shoppings e geralmente nos hoteis, não. Além do combustível ser mais barato que aqui, a praticidade de acordar, tomar café e ir onde você bem entender É a minha questão de honra rs. Você pode usar o Google Maps para ter as rotas ou alugar/comprar um GPS para dirigir por lá. É bem fácil e as pessoas são educadas no trânsito!! Tem algumas regrinhas diferentes, mas nada demais. As principais são: crianças sempre na cadeirinha; use a faixa da direita apenas para fazer conversão à direita, mesmo quando o sinal estiver fechado você pode ir, com cautela, desde que não sinalizado ao contrário; a faixa da esquerda é apenas para ultrapassagem, etc. Você pode usar sua CNH lá, mas eu recomendo tirar a Permissão Internacional para Dirigir, pois alguns estados norte-americanos a requerem. Pelo menos aqui no Rio o custo dela é por volta de R$90,00. Para reservas de carros, conheço pessoas que utilizaram os serviços da Happy Tours, mas você também pode ver diretamente nos sites das empresas de aluguel de carros, ou nas locadoras multinacionais, como a Hertz, assim você faz sua reserva aqui em português e ainda pode chorar um bom desconto.

Quando se viaja para o exterior, principalmente com crianças e bebês, é altamente recomendável que se compre um seguro de viagem. Existem várias empresas, com mil e um tipos de seguro. É essencial, ainda mais que um simples resfriado por custar uns mil dólares por lá. Quebrar a perna então?! Nem se fale. (Bate na madeiraaaaaaaaaaa). Alguns cartões de crédito oferecem gratuitamente o seguro de viagem para aqueles que compram as passagens por eles. Verifique com o seu se é o seu caso.

http://dadventuresinbeantown.blogspot.com/
Os ingressos você pode comprar ainda no Brasil, em algumas agências de viagem, mas a maioria cobra muito caro por isso e já vi cobrarem o dobro do valor do ingresso! Você pode comprar nos sites dos parques (em dólar pagando no seu cartão de crédito internacional), em algumas agências de brasileiros que moram lá e vendem para a cá, ou você pode deixar pra comprar lá, na entrada dos parques ou até mesmo no saguão dos hoteis, pois a grande maioria vende.

Agora, escolher quais parques ir, é outra questão... rs e isso deixo para um próximo post.
;-)

Post republicado do Blog Mamis.

2 comentários:

  1. Camila, boa dica, pois estamos planejando algo assim com o gui para breve!!! valeu pelos detalhes!!!


    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Samia, amanhã tem mais post. quanto mais você souber, menos sufoco vai passar.

    ResponderExcluir