segunda-feira, 20 de maio de 2013

Das 33 semanas

33 semanas e ainda fiz NADA!! Mas essa semana começo a lavar as coisas em casa!! rs

Ontem foi dia de Ishtar. 3 anos!! E eu estava lá!! (depois coloco a fotinha oficial do grupo aqui!!) Levamos a Jade, mas creio que não foi uma boa ideia... acaba nos distraindo, o papai nem pode prestar atenção em nada da reunião, ela almoça tarde, etc etc etc. Mas é ruim demais já deixa-la em casa mais um dia, ainda mais final de semana, quando é um dos poucos dias que temos para ficar com ela...

Sobre o parto, vejo que muitos amigos vem sempre com as mesmas perguntas e vou tentar responder por aqui hehehe

- A gravidez pode chegar a 42 semanas  e sim pode ultrapassar aqueles 9 meses que aprendemos na escola
- Parto a jato e parto quiabo de espirrar e ganhar o bebê só nas novelas e filmes.
- Trabalho de parto demora e doi. Como lidar com isso vai de cada um e tem que estar preparado.
- Me perguntam onde vou ter o bebê, se na água, de cocoras, etc. Respondo da forma que a Obstetra me ensinou: quando você namora, você planeja tudo? De vai ser na cama, de ladinho, ou na pia da cozinha? Não, parto também é assim. Tem que deixar acontecer naturalmente, idealizá-lo por ser o começo do fim, pode gerar um bloqueio por estar saindo dos eixos e isso não é legal. Eu mesma tenho que fazer esse exercício mental!!
- Como assim Trabalho de Parto em casa?! Bom, não é ter a primeira dor e correr para a maternidade. Quanto mais cedo se vai, maiores as chances de intervenções a mãe pode sofrer. Minha obstetra tem toda uma equipe por trás dela, e como ela mesmo diz: o bebê vai nascer apesar do obstetra. Então ela trabalha com enfermeiras obstetras (EO) que vão até a casa da parturiente, verificar se o trabalho de parto realmente começou e somente depois de um determinado tempo (influenciado pela distância casa x maternidade, trânsito, etc) que se vai para a maternidade. E lá ela já estará esperando, deixando pronto tudo que estiver a seu alcance.
- Doula, o que é isso? Eu vou estar acompanhada de uma e acho super válido. Doula não é EO e EO não é Doula. A doula vai dar suporte emocional para os pais, sim o pai tb precisa de apoio, e vai sugerir anestésicos não-farmacológicos (banho, mudança postural, bola, massagens, etc). Ela não pode fazer toques nem propor medicação nem auscutar o bebê.
- Vai fotografar? Mas é claro!! A fotógrafa está de sobreaviso desde a hora que ela me apoiou nessa jornada. Sim, ela foi um dos suportes nessa decisão e ajuda da saída da "matrix". Mas já combinamos nada de fotos a la Sexy kkkkkkkkkkk
- E por favor, quando eu falar minha opção de ter bebê, não me venham com cara de "como vc é corajosa" ou de "não faça isso". Eu fiz o bebê com o maridão e toda e qualquer decisão cabe apenas a nós dois. Ser corajosa é ter coragem de fazer uma cesárea desnecessária porque achou a data bonitinho ou porque a avó da sogra do vizinho estaria aqui na cidade e gostaria de conhecer o bebê antes de voltar para a casa. Sério, se você não tem nada a agregar, com apoio, não tente denegrir algo tão belo, o qual você não conhece. Não, não sou contra cesárea! Ela apenas é uma cirurgia de emergência para salvar vidas e não deveria ser eletiva por alguém assim desejou. Há riscos e muitos e isso ninguém te conta, não é mesmo?! Ai você vai me dizer um monte de abobrinhas que normal também tem. Claro que tem! Viver é arriscado! Viver no Rio então, nem se fala!! Então, guarde seu discurso pessimista no seu saco de viola, ok?

Já sinto a bacia começando a doer, principalmente a noite ao deitar (cama ortopédica nessas horas não é legal!!). Ainda sinto a contratura, alguma dor lombar, pernas pesadas, enfim, chegamos com tudo no terceiro semestre. Me indicaram osteopatia, e vou arriscar nesta sexta. Obstetra liberou e lá vamos nós!!

=P

Um comentário:

  1. Boar lavar as roupinhas da Laurinha que já está na hora!!! Tenho certeza que vc vai conseguir fazer o parto do jeitinho que vc espera!!! E que será tudo 100%! Bjkas

    ResponderExcluir