quarta-feira, 12 de junho de 2013

36 semanas, alguns dias e contando

Meo Deus. 36 semaninhas já! Ui ui ui. OK, o bebê fica a termo com 37 semanas, mas como uma gestação pode chegar fácil em 42 semanas, não tem como a gente não ficar um pouco ansiosa.

Continuo frequentando o Ishtar e tentando plantar sementinhas por aí. Digo tentando, porque a pessoa tem que realmente querer, não tem como eu pegar um machado e trocar os neurônios. Tem que vir de dentro, tem que ser por desejo, e não por que o outro falou. Só que as pessoas têm que aprender a não depreciar o outro, não é porque você não conseguiu que eu não vou conseguir. Cada gestação é diferente e cada mulher é diferente, mas 85% delas podem parir, contudo no nosso sistema médico de hoje, cada vez mais intervencionista, não basta querer querer (sim duas vezes!), tem que correr atrás. Parir não é coisa de pobre que vai para SUS. Para parir dignamente (sem litotomia, episio, e coisas assim principalmente bem longe da violência obstétrica) ou a mulher procura uma boa casa de parto (SUS funciona às vezes) ou vai pagar (caro) pelo acompanhamento.

Esperar o tempo do bebê é o "x" da questão. Sim, eu mais que ninguém posso dizer que a gente fica ansiosa, pesada, cansada, com medo. Tudo pode acontecer! Tudo mesmo! Mas não me venha com argumentos chinfrins que esperar pode ser arriscado... A Dra Melania,Obstetra REALMENTE humanizada e respeitada no meio, que há dez anos não sabe o que é uma episiotomia, escreve muito bem (e com referências viu galera, pesquisas randomizadas, e não baseada no achismo) sobre a gestação prolongada (quando ultrapassa as 42 semanas) e formas e conduzir, afinal é o próprio obstetra e a mãe que vão decidir juntos como proceder, adotando contuda expectante ou partindo para indução. Para saber mais, só lendo o post completo dela aqui.

Agendar uma cesárea eletiva não deveria ser sequer cogitado. Cada bebê está pronto no momento dele. Como ele mostra isso? Acredita-se que quando o pulmão dele está pronto (é o último órgão a se desenvolver) ele libera surfactantes que vão avisar ao corpo da gestante que ele está no pronto e pode nascer. Daí vem as contrações e tudo mais. Tirar antes desse sinal, pode significar o bebê ter que ir para UTI simplesmente porque não era hora ela. Não há corticoide no mundo que substitua o "remédio natural".

O estranho é que o natural hoje é feio. Como disse no face, aos olhos da nossa sociedade é feio amamentar, é feio parir. Quem agradece? A industria farmacéutica e alimentícia. Eles é quem ganham e a gente só perde. Perde o momento de ser mamífera, perde a chance de ver do que você é capaz, perde a chance de ter um puta vínculo com seu bebê que é a amamentação. Não me venham falar de casos de adoção e etc, porque isso é outra história, ok?

Enfim, mudando de empadinha para asa-delta. Ontem encontrei minha doula, minha fotógrafa (ambas queridas) e outra gestante (Karine) que está com 40 semanas num restaurante no Barra Shopping e ficamos quase três horas conversando sobre parto e afins. Cebola, e parto. Pãozinho quentinho e obstetra. Saladinha e parir. Muita ocitocina na mesa. kkkkk e claro, uma bela sobremesa compartilhada (olha a baba dividida):

Jade está bem. Ainda com o raio da tosse alérgica, que agora está como resfriado. Tosse pacas, nariz igual a uma bica, uma manha tão grande e olheiras de cansaço tadinha da minha flor... Espero que ela melhore até Lauritcha chegar.

PS.: Hoje tomei uma decisão. Algumas vezes a gente tem que dar um tempo com coisas que te ajudaram num certo momento, mas que agora podem atrapalhar. Preciso de apoio e não de negativismo ao meu redor. Quando a Laura nascer, a gente vê o que faz. =)

Um comentário:

  1. Isso minha amiga, sabe que sempre pode contar comigo! Adoro demais vc!
    Foi o que eu te disse a paz traz a felicidade e é isso que devemos buscar! Já já a Laurinha está aqui alegrando ainda mais sua vida! To aqui já ansiosa, pq a qualquer momento a partir da semana que vem podemos ter uma surpresa!
    E que vc consiga o parto dos seus sonhos! Torcendo muito por isso!!!

    ResponderExcluir