quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Como escolher sua doula

Tenho conversado com algumas mães que tiveram doulas em suas gravidezes e trabalhos de parto, e cada uma tem a sua experiência com essa mulher que está ali disposta a lhe ajudar a superar seus medos e angústias e a conseguir receber seu bebê da melhor maneira possível. Da minha experiência e do pouco que conversei por aí, acho que posso fazer um breve post com algumas "dicas" para lhe ajudar a escolher sua "doula-metade", digo, sua doula "cara-metade".

- Converse com outras mães que tiveram doulas em suas equipes, saiba a experiência de cada uma e como cada doula lidou com as mais diversas situações. A conversa pode ser virtual (grupos de mães de sua cidade ou grupos reais como Ishtar, Gama, etc.)
- Contacte algumas doulas, não foque apenas em uma. Converse com elas, veja o que seu "instinto" lhe diz sobre cada uma delas.
- Leia o contrato que lhe será oferecido. Tire suas todas as suas dúvidas antes de assinar. Principalmente a parte de desistência (a gente nunca sabe o que pode acontecer, não é mesmo?!)
- Converse sobre a melhor forma de pagamento. Eu sou daquelas que jamais pago tudo antes do serviço completo, seja em qualquer coisa. rs
- Veja o que lhe é oferecido. Quantos encontros pré-natais? Algum encontro pós-natal? Ela tem experiência com puérperas?
- Calcule a distância da casa dela até a sua. Imagine que você vai entrar em Trabalho de Parto e saiba mais ou menos quanto tempo ela vai demorar a chegar em sua residência.
- Ela lhe deu todos os números de contato?
- É solícita? Atenciosa? Lhe atende a maioria das vezes que você a procura (vai ter hora que ela vai estar ocupada, né?!)? Como é a conversa entre vocês?
- Nos encontros, ela lhe dá atenção ou fica trocando mensagem, futucando o celular?
- Seu marido apóia a escolha? Conversaram os três para ver o entrosamento?
- Pergunte o "x" da questão: e se você não puder vir? Como será? Tem backup?
- Quantas gestantes ela pega por mês? Imagine que a pessoa tem que dar conta de trabalhos de parto possivelmente demorados, encontros pré e pós-natais, cursos, família, saúde, e etc. E na maioria das vezes ainda incluir nisso o trabalho "original" dela, pois muitas não fazem doulagem como "primeira profissão".
- Você se sente à vontade com ela? De falar de suas intimidades? Lembre-se que ela vai estar ali no seu momento mais íntimo e você não poderá se incomodar com a presença dela. Tem que ser a sua "amiga de infância" rs

Eu particularmente hoje deixaria para contratar a doula mais para o final da gravidez, assim com 30-32 semanas. Mas iria conversando com ela antes, pois existe o lance da agenda de cada uma.

Se eu lembrar de mais alguma dica, ou se você tiver mais alguma, eu incluarei aqui. Boa sorte na sua busca!! =)

4 comentários: